Programa de Estágio IOB 2010

Jovens Talentos IOB é um programa para a preparação de novos profissionais, tendo como meta a capacitação e o desenvolvimento de carreira dos estagiários, preparando-os para responder aos desafios atuais e futuros da empresa.

Saiba mais sobre o programa aqui.


Novas Normas de Auditoria representam um desafio para o setor

A uniformização das Normas de Auditoria é um processo de fundamental importância tanto para os profissionais quanto para as empresas, uma vez que as constantes transformações no cenário econômico exigem a padronização das regras e procedimentos da profissão. Em entrevista ao CRC SP Online, a presidente do Ibracon (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil), Ana María Elorrieta, explicou que as mudanças ocorridas impactarão diretamente no trabalho dos Auditores.

O que o Ibracon tem feito para disseminar as novas Normas de Auditoria entre os profissionais do setor?
Nosso objetivo é dar suporte ao processo de atualização dos Auditores Independentes do Brasil, considerando as novas Normas de Auditoria convergidas às Normas Internacionais de Auditoria emitidas pelo Ifac (International Federation of Accountants - Federação Internacional de Contadores). Desta forma, o profissional de Auditoria Independente deve conscientizar-se de que é necessário entender e implementar as mudanças ocorridas, que impactarão diretamente em seus trabalhos.

Como está o processo de adequação das Normas Internacionais de Auditoria emitidas pela Ifac?
O processo foi complementado com a emissão pelo CFC (Conselho Federal de Contabilidade) das novas normas profissionais e técnicas sobre o tema. Elas estão em vigor para a Auditoria de demonstrações financeiras que se iniciaram em 1º de janeiro de 2010. O que o Ifac, em parceria com o CFC, fez foi deixar claro que, embora em vigor, elas ainda não se aplicam para demonstrações financeiras que se encerram antes de 14 de dezembro de 2010, no exterior, e antes de 31 de dezembro de 2010, no Brasil.

De que maneira o Ibracon pretende disseminar e transmitir essas mudanças para os Auditores?
As frentes de divulgação são várias. Os seminários têm sido os eventos massivos mais relevantes, inclusive com suas réplicas em nível de regional. Por outro lado, temos o programa de treinamento que aproxima ainda mais os profissionais dos detalhes técnicos das mudanças. Fora isso, temos e continuaremos participando de diversos eventos por todo o Brasil, destacando este importante momento e a necessidade de que todos os profissionais sejam bem sucedidos neste desafio de implementação das novas Normas de Auditoria aplicáveis no Brasil.

Quais os principais impactos das novas Normas no trabalho do Auditor?
As novas Normas são mais completas e mais detalhadas. Esclarecem o objetivo do trabalho do Auditor e os requisitos para que esse objetivo seja atingido. Porém, teremos ainda diversas mudanças como, por exemplo, a necessidade de se implementar um sistema de controles de qualidade que dê suporte à prestação de serviços de Auditoria e asseguração, por um lado. Por outro, em nível de trabalhos individuais, a abordagem do risco de Auditoria, considerações específicas para a Auditoria de estimativas, especialmente do valor justo, novidades no relatório do Auditor Independente, para melhor esclarecer as responsabilidades da administração e do Auditor, entre outras.

O que ainda precisa ser feito para a adequação das Normas?
O processo já está completo. Elas já foram emitidas pelo CFC. Agora somente resta, treinar os Auditores e implementá-las na vida real.

Fonte: Blog do José Adriano

Nenhum comentário:

Postar um comentário